NOTÍCIAS

Presidente da MAPFRE na lista Forbes

Presidente da MAPFRE na lista Forbes

A Revista “Forbes” divulgou a lista de executivos mais valorizados, com base num estudo realizado em colaboração com bancos de investimento, empresas administradoras de ativos e escolas de negócios.

No seu número de fevereiro publicou a lista dos melhores CEOs de 2016, em Espanha, cuja gestão empresarial obteve destaque entre as companhias listadas na Bolsa espanhola.

Antonio Huertas, presidente da MAPFRE, ocupa o 13º lugar numa lista de 50 posições, onde constam os melhores executivos destacados pela boa gestão empresarial.

Para figurar neste ranking, os 50 CEOs tiveram que passar por quatro filtros: no primeiro, a média de rentabilidade gerada para os acionistas das companhias lideradas por esses executivos deveria estar acima da média das empresas listadas na Bolsa de Espanha e também do seu setor. O segundo filtro, representa o resultado da votação de um júri nacional e internacional formado por bancos de investimento, empresas administradoras de ativos e uma escola de negócios global. O terceiro filtro serve para solucionar empates que deram prioridade a empresas com capitalização mais alta e aquelas que ressaltaram no ranking dos 50 melhores lugares para trabalhar, elaborado pela Great Place to Work. Por último, foram considerados os valores editoriais da Forbes, como a inovação, defesa da liberdade de empresa e a liderança.

 

Entrevista ao jornal espanhol ABC

O jornal espanhol ABC incluiu o presidente da MAPFRE entre os cem espanhóis que se destacaram pelo seu trabalho, inteligência, talento, esforço, formação e vocação este ano.

​A edição especial reúne entrevistas com homens e mulheres que são referência na nossa época e que se destacaram em várias áreas da vida política, económica, social, científica, cultural e artística.

Antonio Huertas afirma em entrevista que, em 2017, a Espanha deve "recuperar o tempo perdido (…) e incentivar o investimento e a criação de emprego" com interesse especial no sistema de reformas onde "é necessário construir um esquema de poupança complementar para todos os trabalhadores". Afirma também que durante este ano “o setor de seguros acompanha e permite o crescimento económico, ainda que seja necessária uma certa estabilização". Veja aqui a entrevista completa.

Fonte: MAPFRE | Seguros